Entregas começam a ser afetadas pela greve

A greve dos funcionários das agências dos Correios está mantida. Por isso, o diretor regional do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios do Paraná (Sintcom-PR), Gilson Elpídio Santos, fez uma orientação às pessoas que têm contas a receber por correspondência: que entrem em contato com os credores e peçam o envio pela internet.

A sugestão é para evitar que a população pague juros e multas e seja prejudicada pelo protesto dos servidores. “É um momento delicado, mas estamos fazendo isso para o bem de todos”, disse Santos. Segundo ele, algumas entregas já foram afetadas pela greve, que teve início no dia 26 de abril.

Os trabalhadores dos Correios são contra o que consideram como sucateamento dos serviços, com a redução de pessoal e a falta de concursos públicos para novas contratações, além da possibilidade de fechamento de 250 agências por todo o Brasil.

Na avaliação do diretor sindical, a estratégia de enfraquecimento da empresa é para levar à privatização, o que prejudicaria todos os usuários dos serviços prestados pelos Correios. Sendo assim, a greve pode se prolongar por mais dias, até que seja possível negociar melhorias junto à diretoria nacional.

Em Paranavaí, a agência central continua funcionando normalmente, mas no posto de distribuição metade dos servidores aderiu à greve. O serviço de entrega continua sendo realizado, mas parcialmente.

De acordo com Santos, houve tentativa de negociação com a direção da empresa, mas os representantes teriam sido irredutíveis em relação às reivindicações da categoria.

Por outro lado, o presidente dos Correios, Guilherme Campos, informou que as conversas somente poderiam avançar se os trabalhadores também apresentassem propostas concretas que resultassem em acordos e no fim da greve.

Fonte: DN

Foto: Robson Fracaroli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *