Procura pelo cadastramento biométrico está abaixo das previsões, segundo Justiça Eleitoral

A Justiça Eleitoral de Paranavaí fechou nesta quarta-feira (03) o balanço do primeiro mês do recadastramento eleitoral com coleta de dados biométricos e o resultado está abaixo das expectativas: no primeiro mês foram atendidos 7.296 eleitores, quando o esperado era 13.722 (distribuindo de forma linear o total de eleitores a ser recadastrado até 11 de agosto), o que significa um comparecimento de 53% ou somente um pouco mais que a metade do ideal.

A informação foi é do chefe do Cartório da 138ª zona eleitoral, Cristiano Tomaz de Aquino. Na Justiça Eleitoral de Paranavaí (que compreende também os municípios de Amaporã, Nova Aliança do Ivaí e Tamboara), a intenção é fazer o cadastramento de 65 mil eleitores, já descontando aqueles que fizeram no ano passado. O cadastramento eleitoral é obrigatório e quem não o fizer não poderá votar nas eleições de 2018.

A Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (Aciap) está apoiando a Justiça Eleitoral nos trabalhos de recadastramento dos eleitores e agendando o atendimento no Fórum Eleitoral para os associados e colaboradores. Basta comparecer à entidade com o título de eleitor em mãos.

Aquino diz que, se preferir, o eleitor pode ir direto ao fórum sem agendamento. “Mas o atendimento vai demorar. Se estiver agendado, o atendimento não demora mais que 20 minutos.” Ele também informa que todo eleitor pode fazer o agendamento via internet.

Numa reunião com o presidente da Aciap, João Roberto Viotto, o juiz Eleitoral José Foglia Júnior explicou que em cidades onde foram realizadas o cadastramento biométrico, apenas 80% dos eleitores regularizaram a situação, ou seja, houve uma “quebra” de 20% no número de eleitores.

“Esta é uma situação preocupante para cidades do porte de Paranavaí, que almeja ter representação na Assembleia Legislativa e Câmara Federal. No ano passado eram pouco mais de 62 mil eleitores. Tradicionalmente votam 80% dos eleitores, o que diminui o colégio eleitoral para 50 mil. Se tivermos 20% menos eleitores, serão cerca de 40 mil votantes na cidade, dificultando ainda mais a eleição de deputado estadual e federal”, adverte João Roberto. “É importante todos tenham consciência disto. Precisamos falar sobre o assunto com nossos amigos, vizinhos, parentes, colegas de trabalho para que Paranavaí não seja prejudicada com a perda de eleitores”, afirma o líder empresarial.

MAIS GUICHÊS – O chefe do cartório informa que a Justiça Eleitoral aumentou o número de guichês de atendimento, permitindo a realização de mais de 750 revisões diárias. Atualmente estão sendo realizados, em média, 500 atendimentos diariamente, ou seja, apenas dois terços da capacidade.

O Fórum Eleitoral de Paranavaí fica na Avenida Heitor de Alencar Furtado, 3300, e o atendimento é das 9 às 18 horas. Para fazer o cadastramento é necessário documento oficial de identificação pessoal com foto, comprovante de residência em nome do eleitor ou dos pais (se com eles residir) e título de eleitor (se possuir).

Os agendamentos podem ser feitos pelo site (http://www.tre-pr.jus.br/eleitor/agenda-biometria/agendar-atendimento). O estacionamento do centro de eventos foi disponibilizado para uso dos eleitores que estão realizando o recadastramento eleitoral.

Fonte: DN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *