MP recomenda que prefeito de Paranavaí retire informações que caracterizam autopromoção

Para coibir a autopromoção, a 1ª Promotoria de Justiça de Paranavaí recomendou ao prefeito Carlos Henrique Rossato Gomes, o Delegado Caíque (Kiq), que retire da página oficial do município na internet e em redes sociais informações e vídeos que pessoalizam o repasse de subvenção, no valor de R$ 22.840,00, efetuada em favor da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais, bem como abstenha-se de fazer referência, para fins de publicidade institucional, à origem da verba dos cofres públicos do Município de Paranavaí como sendo decorrente “do salário que o prefeito abriu mão de receber”.

Na recomendação, o MPPR relata que o prefeito é servidor estadual concursado e teria optado por receber os proventos relativos ao cargo efetivo que possui junto ao Estado do Paraná. Portanto, não faz sentido noticiar o repasse de dinheiro nos termos elencados, “haja vista que se trata de recursos que pertencem aos cofres do município de Paranavaí”.

A Promotoria de Justiça destaca que as mensagens postadas na página do município e em redes sociais “caracterizam autopromoção e tem o evidente propósito de pessoalizar a administração municipal, por intermédio da identificação pessoal, ofendendo, assim, os princípios constitucionais da administração pública”. (MPPR).

Fonte: Angelo Rigon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *