Governo do Estado prepara programa para contratar como aprendizes adolescentes que cumprem medidas socioeducativas

O Governo do Estado vai contratar 700 adolescentes de 14 a 18 anos que cumprem medidas socioeducativas, ou que tenham sido beneficiados com remissão, para a função de auxiliar administrativo aprendiz. A medida atende decisão do Tribunal Regional do Trabalho da Nona Região. A ação prevê um prazo de dois anos para a contratação de todos os aprendizes e também determina que o investimento para o preenchimento das vagas seja previsto anualmente em lei orçamentária.

Em encontro nesta terça-feira com representantes do Ministério Público, o secretário em exercício da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Adayr Cabral Filho, disse que o Governo Estadual vai apresentar em 90 dias um plano de contratações que será elaborado em uma força-tarefa envolvendo várias áreas da secretaria.

A ideia é tirar do papel o Programa Estadual de Aprendizagem. Para o diretor do Dease, Departamento de Atendimento Socioeducativo da Secretaria, David Antonio Pancotti, o assunto será tratado com a maior transparência junto ao Ministério Público.

Participaram da reunião também entidades como o CIEE, Centro de Integração Empresa-Escola do Paraná, e a organização social Gerar, que se colocaram à disposição para auxiliar no modelo do projeto.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná, repórter: Rodrigo Arend


Ouça a notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *