Mãe tem gêmeas e uma delas nasce com Síndrome de Down

A fisioterapeuta Raquel Cimi, de 36 anos, deu à luz gêmeas e uma delas tem Síndrome de Down. Ela só soube no dia 4 de outubro de 2017, após o nascimento das filhas.

Luíza Wurzius, que nasceu com a síndrome, e Lívia Wurzius, agora estão com um ano de idade.

Estima-se que a possibilidade de um gêmeo nascer com a Síndrome de Down e o outro não, é de uma ou duas a cada 1 milhão, segundo especialistas.

Raquel, que mora com a família em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, conta que sabia que uma das filhas nasceria com uma síndrome, mas não sabia qual seria o tipo.

“Com 12 semanas de gestão, fiz o exame de translucência nucal – ultrassom que faz a medida atrás da nuca – e apareceu uma medida acima do normal. Não acreditei e repeti o exame no mesmo dia”, afirma.

A fisioterapeuta intensificou os exames de rotina para tentar descobrir qual deficiência a Luíza teria, mas não obteve resposta.

“Todos os exames mostraram uma alteração. Os médicos diziam que ela teria uma síndrome, mas não sabiam qual, havia várias possibilidades. Fiquei com medo de perdê-la logo após nascimento”, explicou.

Para descobrir qual era a síndrome, Raquel foi orientada a realizar um exame invasivo, o qual apresentava riscos de aborto.

Ela decidiu por não fazê-lo.

“Passei toda a gestação angustiada e perdi a vontade de fazer qualquer outro exame.

Eu chorava muito, não dormia mais, estava desesperada”, revelou.

Fonte: G1 MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *