Segurança alimentar é foco de novos projetos da Ceasa do Paraná

O governador em exercício Darci Piana recebeu nesta quarta-feira, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o diretor-presidente das Ceasa do Paraná, Eder Bublitz, e representantes dos permissionários para discutir projetos que podem ser implantados nas cinco unidades do Estado. O principal foco é na segurança alimentar, com projetos que envolvam as comunidades locais para evitar o desperdício de alimentos. As cinco Ceasa do Paraná, em Curitiba, Cascavel, Londrina, Maringá e Foz do Iguaçu, comercializam aproximadamente 1 milhão e 200 mil toneladas de alimentos por ano, com um faturamento de 2 bilhões e 500 milhões de reais. São cerca de 600 empresas operando nesses locais.

Entre os projetos apresentados, está a ampliação do banco de alimentos, que fornece o excedente a entidades filantrópicas; a construção de um viveiro na Ceasa de Curitiba para produzir mudas destinadas à recomposição de matas nativas e a capacitação de moradores do entorno das unidades sobre o aproveitamento integral dos alimentos. O governador em exercício, Darci Piana, afirmou que as propostas vão ser avaliadas. De acordo com o presidente da Ceasa, Eder Bublitz, a ideia é aproveitar ao máximo os alimentos que acabam não sendo comercializados para evitar desperdícios.

O governador em exercício também se reuniu nesta quarta-feira com o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, OAB Seção Paraná, Cassio Telles, e representante da entidade no Sudoeste do Estado. Eles entregaram um documento que pede melhorias emergenciais na PR-280, que corta a região. A rodovia é uma das estradas estaduais que o Governo do Estado pretende incluir no pacote de concessões que União planeja licitar em 2020, que abrange cerca de 3 mil e 500 quilômetros de rodovias do Paraná.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná, repórter: Rodrigo Arend


Ouça a notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *