UEL descentraliza vestibular com provas em Curitiba e Cascavel

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da UEL aprovou nesta quinta-feira (25) a realização das provas da 1ª e 2ª fases do Vestibular 2020 em Curitiba e Cascavel, além de Londrina. A descentralização do concurso tem o objetivo de dar maior visibilidade à universidade nestas regiões que historicamente não têm grande volume de inscritos. O Vestibular 2020 será aplicado em 20 de outubro (1ª fase) e 1, 2 e 3 de dezembro (2ª fase).

Segundo a professora Sandra Garcia, da Coordenadoria de Processos Seletivos (Cops), candidatos dos cursos que mantém Provas de Habilidades Específicas deverão ficar atentos a algumas exceções. A prova de habilidade do curso de Música será em 29 de setembro, apenas em Londrina. Nas demais fases os aprovados poderão indicar a cidade que for mais conveniente.

Os vestibulandos dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Design Gráfico, Design de Moda e Artes Visuais terão obrigatoriamente que fazer a 2ª fase em Londrina porque a prova específica será em 3 de dezembro, último dia do concurso. No entanto, a 1ª Fase poderá ser nas três cidades.

De acordo com a professora, a descentralização é necessária ampliar a oferta de vagas para um contingente maior de candidatos, estratégia já adotada por outras grandes universidades públicas.

Para o reitor da UEL, Sérgio Carvalho, ofertar o vestibular nas regiões Sul e Oeste do Estado permite que um número maior de paranaenses tenha acesso ao ensino de qualidade, em uma instituição pública. “A mudança também vai dar maior visibilidade para a UEL nestes locais. Quanto mais chances para atender os paranaenses, melhor”, disse o reitor.

NOVOS CURSOS – Outra novidade no concurso de 2020 é a inclusão dos novos cursos de Nutrição e Biotecnologia. Agora, a UEL passa a oferecer 53 graduações presenciais e uma pelo sistema EaD. A graduação em Biotecnologia terá duração de quatro anos, período integral e carga horária total de 3.750 horas, oferecendo 20 vagas inicialmente.

O curso será ligado academicamente ao Departamento de Bioquímica e Biotecnologia, do Centro de Ciências Exatas, que já oferta programas de Mestrado e Doutorado. Na 2ª fase do Vestibular as matérias específicas são Biologia, Química e Matemática.

A Nutrição terá carga horária de 3.495 horas, período integral e duração de quatro anos. O curso foi autorizado no ano passado com expectativa de atender inicialmente 40 alunos em sua primeira turma, suprindo a necessidade da região, que não contava com nenhum curso do gênero oferecido pelo sistema público. O curso será ligado academicamente ao Centro de Ciências da Saúde (CCS). As matérias específicas são Biologia, Química e Língua Portuguesa.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *