A Secretaria de Meio Ambiente de Maringá (Sema) vistoriou na tarde desta segunda-feira, 23, trecho do córrego Mandacaru, na região do Jardim Bela Vista. A dona de casa Sueli Providência denunciou que a água do riacho estava com cor escura. Ela encontrou três peixes mortos quando foi pescar com o marido na manhã de domingo, 22. Suspeita é que alguma empresa rio acima possa ter despejado efluente contaminante. Fiscalização da Sema coletou água e também analisará os peixes mortos. O exame é feito num laboratório parceiro da prefeitura e leva entre dez e 15 dias para sair o resultado.
Gerente de fiscalização ambiental, Ivan Zakaluk, informa que não é comum problema ambiental nessa região. A dona de casa denunciante diz que a água do córrego costuma ser cristalina e é comum pessoas tomarem banho no local. Nos próximos dias a equipe de fiscalização da Sema fará vistoria nas margens acima para verificar se há indícios de poluição ou despejo irregular de efluentes que possam ter matado os peixes.
Quando a equipe de fiscalização da Sema estava no local no começo da tarde foram encontrados mais três peixes mortos na água. Que ainda apresentava coloração escura.
Essa foi a primeira denúncia formal esse mês de poluição. A Sema orienta que as pessoas registrem pelo 156 para que possa ter uma fiscalização mais eficiente e evitar novos casos de poluição. Outra orientação é que as pessoas não joguem lixo nos córregos. As margens do córrego Mandacaru estavam com muito plástico e lixo na região vistoriada pela Sema hoje. Poluição no córrego Mandacaru é um caso preocupante. Isso porque ele deságua no Ribeirão Maringá que deságua no rio Pirapó, que abastece Maringá.
Fonte: Prefeitura de Maringá