Cerca de 40 integrantes ativos da Associação dos Apicultores do município de Mato Rico têm agora uma nova unidade de beneficiamento de mel, situada na comunidade Rio Perdido. O local foi viabilizado por meio de parceria entre a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Agência de Defesa Agropecuária (Adapar), prefeitura e a associação.

O Estado financiou R$ 270 mil do valor total do projeto, de aproximadamente R$ 450 mil, do Programa de Desenvolvimento Econômico e Territorial (Pró-Rural) em apoio à agricultura familiar. Os recursos foram utilizados na reforma e adequação da unidade e aquisição de máquinas e equipamentos. “Esse empreendimento vai possibilitar que o produtor tenha valor agregado no produto, o que traz mais renda para a família e ajuda a permanecer no campo”, disse o chefe do Núcleo Regional da Secretaria da Agricultura em Pitanga, José Guilherme Camilo.

O Paraná é o segundo maior produtor de mel do País, com cerca de 6,3 mil toneladas em 2018, atrás do Rio Grande do Sul, que produz pouco mais de 6,4 mil toneladas. O município de Mato Rico é responsável por uma média de 50 toneladas ao ano. Em volume de exportação o Paraná também está na segunda colocação. Entre janeiro e outubro deste ano, cerca de 5,3 mil toneladas do mel paranaense foram enviadas para o Exterior. Os principais compradores são os Estados Unidos, Canadá e Alemanha.

PRESENÇAS – Também estiveram presentes no evento de inauguração o presidente da Emater, Natalino Avance de Souza; os prefeitos de Mato Rico, Marcel Jayre Mendes dos Santos; de Pitanga, Maicol Callegari Barbosa; e de Manoel Ribas, Elizabeth Stipp Camilo, além de chefes de núcleos da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento da região Central do Estado.

Fonte: Agência de Notícias Paraná