Representantes da Superintendência Geral de Diálogo e Interação Social (Sudis) visitaram nesta terça-feira (3), em Maringá, entidades carentes com o objetivo de fortalecer e atender as demandas de todos os setores da sociedade, principalmente dos mais necessitatos.

A superintendência é um braço social do Governo do Estado que contribui diretamente com várias iniciativas no processo de desfavelamento e atendimento a população.

Mauro Rockenbach, superintendente da entidade, esteve na Entidade Ecumênica de Amor ao Próximo que atende 78 municípios próximos a Maringá, totalizando em torno de 6 mil refeições por mês.

A entidade oferece apoio e alimentação em locais onde os pacientes hospitalizados pelo Sistema Único de Saúde ou em atendimento de consultas, exames, quimioterapia e radioterapia em Maringá.
A agenda também contou com a visita à Casa do Índio que é formada por espaço para todos os membros da família (adultos e crianças). A presença de grupos indígenas na cidade, muitas vezes formados por crianças, justifica-se pela venda de artesanato, importante para a subsistência das famílias.

O Albergue Santa Luzia de Marillac se mantém de doações e com esses donativos, e atende de 350 a 400 pessoas por dia. Os serviços gratuitos incluem banhos, distribuição de kits de higiene pessoal e fornecimento de refeições aos abrigados e aos moradores de rua que passam diariamente pela unidade.

Mauro Rockenbach apresentou na Câmara Municipal o trabalho da entidade, e ainda participou da audiência pública na Universidade Estadual de Maringá discutindo sobre as políticas públicas para o setor.
Para Mauro, é fundamental ter contato com todos os movimentos sociais. ” Estamos aqui com essa missão de aproximar o Governo do Estado junto a essas iniciativas que atuam na sociedade civil organizada para uma vida melhor a todos os paranaenses”, destacou.

Segundo Mauro, o Governo do Paraná quer criar um ambiente pacífico na sociedade, ouvir demandas represadas de vários grupos sociais e servir de exemplo para o País. “Nossa agenda é cuidar das pessoas, independentemente da maneira que elas pensam. E esta Superintendência é uma demonstração do caminho que o País precisa tomar”, destacou.

Fonte: Agência de Notícias Paraná