Lava-Jato embargado busca regularização

O proprietário do Lava-Jato que foi embargado no dia 8, na Vila Morangueira, por irregularidades ambientais entrou em contato hoje com a Secretaria de Meio Ambiente e Bem Estar Animal (Sema) para resolver problemas e voltar a trabalhar.
Ele foi autorizado a entrar no lava-jato que havia sido lacrado pela fiscalização. O empresário já começou a regularizar a documentação pendente. Como alvará e verificar débitos na Sanepar. O gerente da Sema, Ivan Zakaluk, alerta que alvará só será liberado e embargo retirado após tudo estar certo e não haver pendências.
A Secretaria de Saúde foi até local hoje. Proprietário foi orientado a limpar quintal e remover focos de dengue. Agentes da Saúde aplicaram larvicida para eliminar larvas do mosquito Aedes Aegypti que estavam em recipientes com água acumulada.
Quantos aos cachorros que estavam no local, foi orientada a castração dos bichos. E até que podem ser encaminhados para doação nas feiras de animais que são autorizadas pela prefeitura, caso o dono queira.
ORIENTAÇÃO – Sema orienta que empresários que estiverem com algum problema quanto a documentação ou procedimentos ambientais que procurem a secretaria na avenida Cerro Azul para receber orientações. Assim evitam multas e até fechamento da empresa. Trabalho da prefeitura é preventivo e não punitivo.