O município está preocupado com a situação da dengue em Paranavaí. Isto porque, só nos primeiros oito dias do ano, mais de 730 pessoas foram diagnosticadas com suspeita de dengue nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde), UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24 horas e na Casa da Dengue montada na UBS Central. Pensando em diminuir o índice de infestação nos locais mais críticos da cidade, a Prefeitura está organizando um grande mutirão contra a dengue neste sábado, dia 11 de janeiro, na Coloninha do Jardim São Jorge.

“Nesta sexta-feira (10) as equipes de agentes de endemias estão visitando a área mapeada para o mutirão. Eles estão fazendo a vistoria das casas para detecção de focos das larvas do mosquito Aedes aegypti. Quando são encontrados focos, é feita a coleta das larvas, destruição dos focos e notificação para os moradores com prazo para a limpeza. Além disso, hoje os agentes estão distribuindo sacos de lixo nas residências para que os moradores já façam a limpeza dos quintais e amanhã, durante o mutirão, este material será recolhido”, explica a diretora da Vigilância em Saúde, Keila Stelato.

O mutirão será realizado em uma área de aproximadamente 40 quarteirões e vai envolver as secretarias municipais de Saúde, Agricultura, Comunicação, Infraestrutura, Meio Ambiente, Jurídico, Ouvidoria e Desenvolvimento Urbano, além do Conselho Municipal de Saúde, igrejas locais, Ministério Público, Polícia Ambiental, 14ª Regional de Saúde e lideranças comunitárias. A ação de coleta dos materiais recicláveis e entulhos vai acontecer das 8h às 10h. O ponto de encontro para início das atividades será na Avenida Carlos Gomes, esquina com a Avenida Euclides da Cunha.

“No mapeamento que fizemos, pelo menos metade dos quarteirões daquela área têm casas onde foram encontrados focos de larvas do mosquito Aedes. Estaremos com caminhões de apoio para coletar os materiais que os moradores colocarem em frente às casas e daremos a destinação correta para tudo que for coletado. É importante que os moradores façam a limpeza dos quintais antes do mutirão. Nossas equipes não vão entrar nas casas limpando os quintais. Vamos apenas fazer a coleta dos materiais que a população tirar das casas. O mutirão só vai ter sucesso se cada um fizer sua parte nesta luta contra a dengue”, frisa a diretora da Vigilância.

A Vigilância em Saúde já estuda fazer mutirões semelhantes nas regiões do Jardim São Jorge, Morumbi e Vila Operária.

Fonte: Assessoria Prefeitura