A partir de hoje, Apucarana conta com duas equipes para fazer o manejo da arborização na área urbana. Além da equipe da Prefeitura, o Município contratou a empresa Podas e Remoção de Árvores, de Sarandi, para auxiliar nos trabalhos. O objetivo é agilizar o atendimento, zerando a lista de solicitações de poda e abate de árvores.

O contrato foi assinado nesta sexta-feira (10/01) pelo prefeito Junior da Femac e pelo representante da empresa, Douglas de Souza Cruz. O prefeito explica que o contrato é na modalidade ata registro de preços. “Neste sistema, os serviços são realizados de acordo com a demanda apresentada pelo Município e a empresa recebe mensalmente conforme o serviço vai sendo executado”, esclarece Junior da Femac.

O prefeito lembra que Apucarana possui 23.800 árvores na área urbana, muitas das quais são antigas e representam riscos para a população. “Estamos fazendo o enfrentamento de um problema que se arrasta há anos. Temos uma equipe atualmente, mas que não estava dando conta de toda a demanda. Temos 905 solicitações de poda e abate para serem atendidas e diariamente chegam novos pedidos”, frisa.

De acordo com o Junior da Femac, a equipe da Prefeitura ficará responsável pelo atendimento em espaços públicos, como escolas, unidades básicas de saúde e Centros Municipais de Educação Infantil. Já a empresa contratada focará o trabalho no atendimento das solicitações feitas pela população. “O trâmite, no entanto, continua o mesmo. O serviço é gratuito e as solicitações seguem sendo feitas na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que avaliará cada pedido e emitirá o laudo ambiental”, reitera.

Após receber a solicitação que será repassada pela Secretaria de Meio Ambiente, a empresa terá 30 dias para executar a poda ou o abate. “Já em situações emergenciais, como queda de árvores durante tempestades, a empresa terá prazo de 24 horas para executar o serviço, mesmo que a ocorrência seja na madrugada ou em final de semana”, reforça Junior da Femac.

O prefeito afirma ainda que, além da poda e do abate, o Município também mantém o serviço de retirada de tocos. “Após a poda, os galhos serão triturados e transformados em cepilho. Já a lenha será utilizada no sistema de aquecimento da piscina do Lagoão e das outras duas que serão entregues em breve, uma localizada no Centro da Juventude e outra no Centro de Convivência do Idoso”, completa Junior da Femac.

O vereador Antônio Marques da Silva, o Marcos da Vila Reis, representou  o Legislativo e afirmou que recebia reclamações sobre a demora no atendimento dos pedidos de poda e abate. “Sabemos que existe uma demanda grande e que a equipe era reduzida. Acreditamos que com essa medida o problema será solucionado pois, além da questão ambiental, há diversas situações que também afetam a mobilidade urbana e oferecem riscos para motoristas e pedestres”, pontua.

Fonte: Prefeitura de Apucarana