Forbio anuncia início das operações para o mês de março em Apucarana

A planta industrial apucaranense da Forbio Agroscience, empresa do grupo empresarial Forus, que mantém várias empresas no Brasil e exterior, entre elas a Forquímica em Cambira, projeta iniciar suas atividades no final de março, antes mesmo da inauguração oficial. A previsão de início das operações foi oficializada nesta quinta-feira (23/01) ao prefeito Júnior da Femac por um dos sócios-administradores do grupo, empresário Edson Geraldo Rosini, durante visita guiada ao canteiro de obras do empreendimento.

Com a razão social Biofort Indústria e Comércio de Produtos Agrícolas Ltda, a planta vai ter como foco o atendimento do mercado interno e externo com produtos da “Linha Bio” e de “Biocontrole” a partir da fabricação de adubos e fertilizantes, bem como comércio atacadista de defensivos agrícolas, adubos, fertilizantes e corretivos do solo com tecnologia de ponta.

O investimento inicial na implantação da empresa no município, em área de 6 alqueires adquirida pela empresa junto às margens da BR-376, entre o Contorno Sul e a Estrada Rural do Bilote, nas proximidades da Eletran, é na ordem de R$40 milhões, com a geração de 40 empregos iniciais e potencial para chegar a 100 vagas. Na estrutura inicial de 10 mil m² funcionará o setor industrial (produção), laboratório, inoculantes, aditivos, estoque e expedição. Também está projetada ampla área de estacionamento e a parte administrativa.

“Trata-se de uma empresa de vanguarda em sua área, cuja escolha por investir em Apucarana torna-se um estímulo a todos os 14 mil CNPJs da cidade. Uma indústria altamente tecnológica que está afinada com a identidade do nosso município, que é a agricultura”, pontuou o prefeito Júnior da Femac.

Segundo ele, a chegada da Forbio simboliza o caminho que a gestão Beto Preto quer para Apucarana rumo aos 100 anos. “Completamos 76 anos neste mês com os olhos voltados para o futuro, já pensando a cidade que queremos daqui pra frente, e a escolha do Grupo Forus por Apucarana nos deixa a certeza de que estamos no caminho certo”, assinalou Júnior, salientando que a Forbio Agroscience vai comercializar produtos “made in Apucarana” para o Brasil, países do Mercosul e da América do Sul. “Produtos de alto valor agregado, gerando divisas e empregos”, reforçou o prefeito.

Júnior lembrou ainda que durante o ano de 2019, Apucarana atraiu cerca de R$ 170 milhões em novos empreendimentos que, já a partir deste ano, começam a resultar em cerca de 550 novos postos de trabalho. “Entre as empresas que estão se instalando e outras já em atividade estão o Atacarejo Verona, Biofort, Brasfertil, Workflex e Aviários Borges & Rossa”, elenca.

Finalizando as obras de engenharia, o grupo empresarial concentra esforços agora na montagem dos equipamentos, grande parte importados de países como a Alemanha, e dos laboratórios. “É uma satisfação estar promovendo este investimento em Apucarana. Devemos dar o “start” das operações no final de março, antes mesmo da inauguração oficial”, confirmou Edson Geraldo Rossini, sócio-administrador da Forbio.

Justificando a escolha por Apucarana, o empresário revelou que a Forbio faz parte de um projeto que vem sendo amadurecido há 14 anos. “Somos um grupo que, através da Forquímica, atua há 35 anos no setor de fertilizantes. Neste contexto surge a Forbio, com foco direcionado em produtos da “Linha Bio”, com adubos e fertilizantes de alta eficiência, e de “Biocontrole” de pragas agrícolas. Apucarana foi escolhida por ser uma cidade estratégica, é pólo regional, está situada em um importante entroncamento rodoviário e está entre dois aeroportos, além de ser dotada de todos os recursos que necessitamos, como mão-de-obra e uma administração municipal com gestores abertos ao desenvolvimento”, assinalou Rossini.

Visita – Também participaram da visita guiada ao canteiro de obras diretores e outros funcionários da empresa, secretários municipais e os vereadores Franciley “Poim” Godoi e Marcos da Vila Reis.

Produtos – A empresa irá fabricar produtos biológicos para uso na agricultura, incluindo inoculantes para leguminosas, organismos para controle biológico de pragas e linha de aditivos para sementes. Tecnicamente, os produtos da Forbio contribuem para aumentar a defesa da planta e a redução no uso de agroquímicos. O inoculante desenvolvido pela empresa, por exemplo, substitui a aplicação de uréia na soja. A bactéria absorve o nitrogênio pelo ar e transfere uréia para a planta, reduzindo os custos na lavoura.

Fonte: Prefeitura de Apucarana