Maringá Previdência fecha 2019 com rentabilidade de mais de 18%

A rentabilidade dos investimentos da Maringá Previdência ao longo de 2019 acumulou o resultado de 18,07% sobre a carteira de investimentos. A meta atuarial  (INPC + 6% a.a.), ou seja, o percentual previsto para o retorno dos investimentos foi de 10,78% . Na prática, isso significa que o dinheiro dos servidores municipais para pagamento das aposentadorias e pensões valorizou muito mais que a meta estabelecida e terá um impacto positivo no próximo cálculo atuarial. A instituição fechou o ano com R$ 454,8 milhões investidos que comparados com R$ 326,8 milhões no ano de 2018 representou um crescimento no patrimônio de R$ 128 milhões.
“A busca ativa pela melhor remuneração oferecida pelos fundos e análise criteriosa do comportamento do mercado financeiro, de forma a prever ou eliminar quaisquer riscos de eventuais perdas, justifica esse resultado positivo”, afirma Cinthia Soares Amboni, Superintendente da Maringá Previdência, dividindo o resultado com sua equipe, definida por ela como “altamente qualificada e comprometida”.
A Maringá Previdência, no final de 2019, contava com 3.166 servidores inativos no Fundo Financeiro, sendo 2.613 aposentados e 553 pensionistas, e 241 no Fundo Previdenciário, num total de 3.407 inativos. Entre os ativos, eram 2.549 no Fundo Financeiro e 8.929 no Fundo Previdenciário, totalizando 11.478 servidores. Conforme a lei, servidores contratados até 30 de dezembro de 2003 se enquadram no Fundo Financeiro e os contratados a partir de 31 de dezembro de 2003 integram o Fundo Previdenciário. Ano passado, o aporte do município para o Fundo Financeiro foi de R$ 88,14 milhões.
Fonte: Prefeitura de Maringá