Operação Hórus cumpre mandado de prisão em Querência do Norte

Brasília, 24/01/2020 – Policiais envolvidos na Operação Hórus cumpriram, nesta sexta-feira (24), mandado de prisão preventiva contra  o suspeito do atentado contra o secretário de Segurança de Querência do Norte (PR), em dezembro. Claudiney Nery foi baleado em uma emboscada após sair de um jogo de futebol em um clube da cidade.

A ação criminosa foi considerada uma tentativa de retaliação às forças de segurança após a instalação da base do Programa VIGIA do Ministério da Justiça e Segurança Pública em Querência do Norte, também em dezembro.

Com apoio da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a operação mobilizou policiais civis do Denarc, policiais militares do Choque e Batalhão de Operações de Fronteira (BPFron) e integrantes do Núcleo de Policiamento Marítimo (Nepom) da Polícia Federal. Foram utilizados na operação lanchas e helicóptero.

Também foram apreendidas armas, munições e uniformes policiais.

Programa VIGIA

A Operação Hórus é um dos eixos do Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras – VIGIA, projeto estratégico do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

No Paraná, desde que teve início em abril, a Operação Hórus evitou lucro de mais de R$ 125 milhões aos criminosos. Foram apreendidos mais de 22 milhões de maços de cigarros, mais de 9 toneladas de drogas, mais de 100 embarcações e 209 veículos. A atuação integrada evitou prejuízo de mais de R$ 128 milhões aos cofres públicos.

O Programa VIGIA apresenta resultados expressivos em todos os estados onde já está sendo desenvolvido. A Operação Hórus está presente no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia, Acre, Goiás, Amazonas e Tocantins.

Fonte: Ministério da Justiça e Segurança Pública