Mulher chora ao ter o terceiro filho assassinado em Maringá

Fatima Aparecida de Brito chorou a morte do filho José Ildo de Brito, de 32 anos, que foi vítima de uma tocaia na noite de quarta-feira, 5, no Conjunto Honorato Vecchi, em Maringá. Só que o drama pessoal de Fátima é muito maior, pois este foi o terceiro filho dela que morreu assassinado.

José foi surpreendido pelos atiradores no momento em que deixava sua residência, num veículo modelo VW Cross Fox, em companhia da sua namorada, que também baleada. Loraine Tatiane da Silva, de 22 anos foi atingida por cinco tiros. Ela foi encaminhada ao Hospital Santa Casa, o rapaz morreu no local. O motivo seria uma briga ocorrida em uma cobrança que José foi fazer.

OUTRAS MORTES

Em agosto de 2005, Cristiano Vagner de Brito, de 23 anos, foi encontrado morto na Avenida Prefeito Sincler Sambatti, (Contorno Sul), no Jardim Bertioga. O corpo apresentava aproximadamente 40 facadas.

No dia 24 de março de 2017, Leandro Aparecido de Brito, de 30 anos foi executado a tiros na Praça Central da

cidade de Doutor Camargo (região metropolitana de Maringá). De acordo com a Policia Militar Leandro estava sentado no banco da praça, quando foi surpreendido por um homem que efetuou dois disparos de arma de fogo. Ele era envolvido com drogas e morreu no local.

PEDAÇOS DO CORAÇÃO

Já sem muitas lágrimas para chorar três filhos mortos, e sem muitas palavras para se expressão, Fátima Aparecida Brito diz apenas: “São três pedaços do meu coração que foram embora”.

Fonte: Goio News