Governo contrata peritos oficiais e agentes de necropsia

A Secretaria de Estado da Segurança Pública vai chamar quatro peritos oficiais (médicos-legistas) e vinte agentes de necropsia remanescentes de concurso público em vigor, para atuarem em unidades da Polícia Científica no Paraná. Além disso, há tratativas para a contratação de mais motoristas. O objetivo é reforçar os postos de trabalho das unidades da instituição no Paraná.

“Estamos sempre buscando recompletar nossos quadros de servidores para que a população do Estado seja melhor atendida; este chamamento é a realização de um sonho para estes profissionais que foram aprovados em concurso e estão aguardando contratação”, explicou o secretário Romulo Marinho Soares.

De acordo com o diretor da Polícia Científica, Luiz Rodrigo Grochocki, este é mais um avanço para a instituição. “A Polícia Científica do Paraná trabalha ininterruptamente para melhor atender a população, pautando suas ações nas melhores práticas de gestão, legislação e normas técnicas e, com esta nova contratação, a prestação de serviço será ainda melhor”, disse.

CONTRATAÇÕES – Todos os médicos e agentes de necropsia que estão sendo chamados já passaram ou passam, a partir de hoje, por exames médicos para a contratação. “Eles são do concurso vigente e, por causa disso, alguns já fizeram os exames e estão aptos para início dos trabalhos”, afirmou o diretor do Instituto Médico-Legal, André Ribeiro Langowiski.

No ano passado, foram nomeados 96 profissionais para a Polícia Científica. Dentre eles médicos-legistas, peritos criminais, toxicologistas, odontolegistas e químicos-legais, que já estão atuando em unidades de todo o Estado.

O QUE FAZ – O médico-legista é o Perito Oficial de Natureza Criminal responsável pelas perícias. É quem busca vestígios, define a causa-mortis, comprova se houve ou não uma violência sexual, se há ou não lesões corporais, entre outras atividades pertinentes. A produção de um laudo, que é anexado ao processo criminal, por exemplo, é feita por este profissional.

O agente de necropsia é o técnico que, junto com o médico-legista, faz procedimentos de medicina legal. Colabora também na coleta de materiais necessários para a elaboração de laudos como sangue, tecidos e órgãos, por exemplo. Ele é um funcionário técnico, que abre o corpo com as técnicas adequadas e colabora para tentar encontrar a causa mortis daquele caso. Além disso, ele tem também atribuições administrativas, como cadastrar o corpo no sistema do Instituto Médico-Legal e fazer a liberação para a família no momento adequado.

Tanto o médico-legista, quanto o agente de necropsia, são profissionais extremamente importantes para a produção de laudos, os quais contribuem para o apontamento e identificação de autores de crimes violentos.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná