Industria de Apucarana exporta EPI para o Mercosul.

Apucarana tem se destacado no setor de produção de equipamentos de proteção individual (EPI’s). Nesta quarta-feira (24/06), o prefeito Júnior da Femac visitou a linha de produção da EFFE Produtora e Comercializadora de EPI Ltda, localizada no Parque Industrial Zona Sul, na BR-376, defronte ao 30º Batalhão de Infantaria Mecanizado (30º BIMec). Especializada em calçados de segurança, a empresa produz mensalmente 70 mil pares.

“Apucarana tem hoje uma economia diversificada. Além do setor agrícola, prestadores de serviços e comércios fortes, temos um setor industrial variado que atende não só ao mercado nacional, mas internacional. E a EFFE é um destes exemplos, levando o nome de Apucarana para o Mercosul através da exportação da sua produção”, assinala o prefeito Júnior da Femac.

Empregando diretamente 150 colaboradores, a empresa já tem planos de expansão após a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). “Na planta local são fabricadas marcas próprias de clientes como a F-350 e F-SEG e calçados Pampero, que são exportados para o Mercosul”, relatou o prefeito. Segundo ele, um dos sócios-proprietários confidenciou que a empresa tem planos de aumentar a produção. “Estão apenas esperando a pandemia acabar para promover novos investimentos no município, tendo em vista sobretudo o mercado agro”, disse Júnior da Femac, salientando que a empresa atua com equipamentos de ponta e mão-de-obra qualificada. “O que garante produtos de qualidade”, destacou.

O secretário Municipal da Indústria, Comércio e Emprego, Edison Peres Estrope, que também participou da visita, destaca que o apoio aos empreendedores locais e incentivos a novos investidores é uma das políticas da gestão Beto Preto/Júnior da Femac. “Tenho acompanhado o prefeito em diversas agendas para ouvir e procurar atender as demandas dos empresários que investem e acreditam em Apucarana, como é o caso da EFFE, que hoje emprega 150 funcionários e, com os planos de expansão a médio prazo com aquisição de mais equipamentos, deve chegar a 240 empregos diretos já no próximo ano”, pontua Estrope, enaltecendo a solidez e a estrutura do empreendimento.

Um dos sócios-proprietários da EFFE, Daniel Rodolfo Weber, agradeceu a visita dos agentes públicos. “Pudemos apresentar ao prefeito e ao secretário a estrutura e funcionamento da nossa empresa, que está em atividade desde 2018. Fui uma agenda muito boa”, registrou o empresário.