Pronampe: maioria dos grandes bancos não tem mais crédito para oferecer para micro e pequenas empresas

Caixa e ao menos oito instituições financeiras ainda têm verba do programa. Recursos já se esgotaram no Banco do Brasil, Bradesco e Santander.

O programa é destinado para microempresas (com faturamento de até R$ 360 mil no ano) e empresas de pequeno porte (faturamento até R$ 4,8 milhões no ano), além de abranger profissionais liberais.

Nesta nova rodada, o governo liberou R$ 12 bilhões para instituições financeiras regionais. Na primeira fase do programa, em maio, foram destinados R$ 18,7 bilhões.

Até junho, apenas 16% das pequenas empresas que buscaram crédito na pandemia conseguiram, apontou uma pesquisa que ouviu mais de 7 mil micro e pequenos empresários em todos o Brasil no fim de maio e começo daquele mês. De 6,7 milhões de empreendedores de pequeno porte que tentaram crédito desde o início das medidas de isolamento, 84% disseram que ainda não tinham conseguido.

Ao todo, 518 mil micro e pequenas empresas brasileiras, 3% do total, fecharam as portas de vez durante a crise, segundo o Sebrae.