Covas é o candidato que mais recebeu recursos eleitorais em todo o Brasil

O atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), é o político que mais arrecadou recursos nas eleições municipais até aqui.

O candidato à reeleição angariou R$ 7,7 milhões. Desse valor, R$ 7 milhões vieram do Fundo Eleitoral. Nas pesquisas de intenção de voto, o tucano aparece empatado na liderança da corrida eleitoral paulistana com Celso Russomanno (Republicanos).

O levantamento foi feito com dados do sistema de prestação de contas eleitorais do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) até a 3ª feira (20.out). Inclui a quantia arrecadada e lançada no sistema do TSE por todas as campanhas a prefeito e vereador em todas as cidades do país até essa data.

O deputado João Campos (PSB), que lidera a disputa pela prefeitura do Recife, arrecadou R$ 7,5 milhões (100% verba de Fundo Eleitoral). Ele é filho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (1965-2014) e neto de Miguel Arraes (1916-2005), que também governou o Estado.

O ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento (PL), candidato à prefeitura de Manaus, é o 3º que mais angariou recursos para sua campanha. Ele levantou R$ 6 milhões.

Em seguida aparecem o candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Jilmar Tatto (R$ 4,5 milhões); e o deputado estadual Sarto (PDT), que disputa o pleito em Fortaleza, com R$ 4,4 milhões.

Valor total

O valor total levantado pelos candidatos até aqui, considerando todas as modalidades de financiamento, é de R$ 2,6 bilhões. Dessa quantia, R$ 2,4 bilhões (92%) são de recursos públicos. Só R$ 216 milhões foram doados por pessoas físicas.