Durante a pandemia, PM interdita 79 estabelecimentos irregulares na região de Maringá

Balanço do 4º Batalhão da Polícia Militar apontou que 90 autuações foram aplicadas em aglomerações e festas clandestinas, desde março de 2020. Mais de 400 infrações foram identificadas.

A Polícia Militar (PM) interditou 79 estabelecimentos que apresentavam irregularidades em relação às normas de combate ao novo coronavírus, desde o início da pandemia, em março de 2020, na região de Maringá, que fica no norte do Paraná.

Um balanço foi publicado pelo 4º Batalhão da Polícia Militar, que tem sede em Maringá, na quinta-feira (28). Os dados são referentes até o dia 23 de maio.

De acordo com o levantamento, os policiais também identificaram e fizeram 90 autuações em festas clandestinas e aglomerações, nos 14 meses de pandemia.

Além disso, segundo a PM, entre as mais de 10 mil vistorias feitas pelos agentes, 422 infrações foram identificadas. As infrações resultaram em autuações.

A PM informou que está trabalhando com os Grupos de Gestão Integrada dos municípios, que contam com órgãos de gestão, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal.

Denúncias de irregularidades sobre a pandemia podem ser feitas pelo telefone 190 ou pelo aplicativo da Polícia Militar “190”.

Coronavírus na região de Maringá

Em relação à pandemia, a Regional de Saúde de Maringá é composta por 30 municípios. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), a região tem 85.916 casos confirmados e 2.062 mortes por Covid-19.

Somente em Maringá, a Sesa registra 47.687 diagnósticos e 1.118 óbitos, ou seja, mais da metade dos registros de toda a região.