Paranavaí fecha agosto com 313 casos positivos e 5 óbitos de pacientes com Covid

Um levantamento feito pela Vigilância em Saúde mostra que, depois de nove meses com os números de casos confirmados e óbitos de pacientes com Covid-19 em alta, Paranavaí fechou o mês de agosto com números mais animadores. No último mês, o município contabilizou 313 novos casos positivos e 5 óbitos por complicações da doença.

 

De novembro de 2020 até julho de 2021, o município vinha registrando uma curva ascendente no número de casos positivos. Em novembro e dezembro do ano passado, foram registrados 584 e 891 novos casos confirmados, respectivamente. A partir de janeiro deste ano, os números ficaram sempre na casa dos mil novos casos positivos, sendo 1.173 em janeiro, 1.277 em fevereiro, 1.538 em março, 924 em abril, 2.679 em maio e 2.699 em junho e 985 em julho. Neste mês de agosto, o número de novos casos confirmados já foi 68,23% menor em comparação a julho e 88,40% menor em comparação a junho, considerado o mês de pico da pandemia em Paranavaí até o momento.

 

A relação entre o número de óbitos também acompanhou a curva. Em novembro e dezembro do ano passado, foram registrados 5 e 12 óbitos de pacientes de Paranavaí com Covid-19, respectivamente. A partir de janeiro deste ano, o município registrou uma média de 35 óbitos por mês, de pessoas que tiveram complicações da doença. Foram 12 óbitos em janeiro, 25 em fevereiro, 43 em março, 48 em abril, 39 em maio, 51 em junho e 30 em julho. Neste mês de agosto, foram registrados 5 óbitos de pacientes de Paranavaí com Covid-19, número 83,33% menor em comparação ao mês de julho e 90% menor em comparação a junho, considerado o mês de pico da pandemia na cidade.

 

“Os números de agosto nos deixam bastante otimistas. Nossos esforços hoje se concentram na imunização de rebanho. Temos trabalhado com uma verdadeira força-tarefa para manter as ações de vacinação em massa no Centro de Eventos. A meta é alcançar pelo menos 80% da população vacinada com as duas doses. Assim, teremos um maior controle da circulação do vírus e a chance de as pessoas positivarem e terem agravamento da doença diminuem consideravelmente. Mas, mesmo vacinada, a população precisa pelo menos continuar dando atenção às medidas básicas como o uso de máscaras, distanciamento social e higienização constante das mãos”, avalia a secretária de Saúde, Andréia Vilar.

 

O último boletim Covid divulgado nesta quinta-feira (2) registra 13.918 casos confirmados, 13.585 pessoas recuperadas da doença e 138 pessoas suspeitas (aguardando resultados de exames).