Moradora de Paranavaí que foi rendida e teve moto roubada em rodovia faz apelo

Cristina Barbosa de Lima conta que ainda tem 8 parcelas da sua Twister 250 para pagar. Ela teve a moto roubada no mês passado entre Paranavaí e Tamboara

Faltando oito parcelas para terminar de pagar sua moto Twister 250 vermelha, Cristina Barbosa de Lima, 46 anos, moradora de Paranavaí, foi surpreendida por bandidos no último dia 21, quando trafegava pela rodovia PR-492, entre Tamboara e Paranavaí e teve o veículo roubado.

A cozinheira, que trabalha em um restaurante, conta que retornava para Paranavaí, com o marido, que é frentista em um posto de combustíveis, quando foram rendidos por dois indivíduos em uma moto. Um deles, armado com um revólver, teria tentado atirar contra o esposo dela, porém, a arma falhou.

Os bandidos fugiram levando a moto placa BEA 4E73, ano 2020, além de uma bolsa com documentos pessoais da Cristina e os celulares dela e do marido.

A vítima conta que a moto era seu meio de transporte para trabalhar e no dia do roubo estava com apenas 6 mil quilômetros rodados. Agora, continua pagando a moto sem usar e depende da carona do marido para chegar até o local de trabalho.

Quase um mês despois do assalto, a família não teve nenhuma informação real sobre o paradeiro da moto. Algumas pessoas mal intencionadas chegaram a entrar em contato com a vítima alegando estar com o veículo e pedindo dinheiro em troca da devolução, mas nada disso se confirmou.

Cristina pede que quem souber de qualquer informação sobre o paradeiro da moto,  avise a Polícia Militar pelo 190 ou pelo Disque Denúncia 181, de forma anônima.